Obsessão pela limpeza: como evitá-la?

14 Janeiro, 2019
Você passa a maior parte do tempo limpando a casa? Então é hora de parar e começar a aproveitar a sua casa e a sua vida a partir de um outro ponto de vista.

A limpeza é fundamental para manter a ordem, o conforto e o bem-estar. Mas, você é uma pessoa maníaca e quer que tudo esteja sempre perfeito? Você concentra os seus esforços para que a casa esteja sempre impecável? Então, é provável que você tenha uma obsessão pela limpeza. Então, como evitá-la? Daremos algumas dicas que poderão lhe ajudar.

É verdade que uma casa limpa nos faz sentir melhor e nos proporciona conforto; no entanto, algumas pessoas exageram e fazem com que isso se torne um tipo de trabalho. Se não mantiverem uma rotina de limpeza todos os dias, elas não se sentem bem.

Não é necessário fazer uma limpeza pesada da casa todos os dias e nem a deixar impecável. No entanto, muitas pessoas decidem que é necessário revirar a casa de cima para baixo todos os dias, o que implica em várias horas de esforço.

A obsessão é um transtorno?

A obsessão pode ser considerada um problema mental quando atinge níveis muito altos, de forma que a pessoa decide agir compulsivamente, se concentrando excessivamente em alguma coisa e tentando obter um determinado resultado, mesmo que isso tome muito tempo.

obsessão pela limpeza,

 

No caso da limpeza, ela pode se tornar um gatilho para o transtorno obsessivo por querer deixar as coisas perfeitas todos os dias. Assim, quando isso não pode ser feito, essa pessoa sente que não cumpriu o seu dever e fica com um sentimento de culpa.

Pode se tornar algo difícil de tratar e não necessariamente se concentra apenas na limpeza, podendo também ser transferida para outros aspectos da vida. Muitas pessoas chegam a entrar em um quadro de transtorno obsessivo compulsivo.

Como evitar essa obsessão pela limpeza?

Não vai acontecer nada de mal se você não limpar a casa por um dia. É importante manter algumas rotinas de limpeza, mas desde que elas não se tornem uma obsessão. Mas, como isso poderá ser evitado?

  • Faça uma tarefa de limpeza simples todos os dias, como por exemplo: em um dia passe o aspirador, no outro tire o pó, no outro limpe bem a cozinha, etc. Dessa forma, a casa se mantém limpa sem cair em obsessões.
  • Sempre que sujar alguma coisa, limpe; dessa forma, tudo é mantido limpo e livre de sujeira. O que você não deve fazer é deixar tudo descuidado e depois precisar passar horas limpando profundamente.
  • Se você ficar com vontade de se aprofundar na limpeza, é preciso definir um limite e não continuar além dele; isto é, reserve um determinado tempo todos os dias para a limpeza da casa, mas não gaste horas e horas nisso.

– A limpeza é necessária, mas sempre dentro de limites que não devem ser excedidos. –

obsessão pela limpeza,

 

Calendário de limpeza

Uma maneira eficiente de lidar com esse problema é fazer um calendário de limpeza, no qual as tarefas que serão feitas durante um mês inteiro possam ser estabelecidas. Recomenda-se dedicar pelo menos 45 minutos por dia para limpar a casa.

  • Semanalmente, uma tarefa diferente pode ser estabelecida para cada dia, para que, dessa forma, a casa inteira seja limpa; mas sem cair em uma rotina obsessiva de limpar todas as partes da casa de uma vez.
  • Por outro lado, os banheiros devem ser limpos pelo menos 3 vezes por semana, com o objetivo de que estejam sempre bem desinfetados. Este é um dos espaços que mais se suja na casa, assim como a cozinha, que deve ser bem organizada diariamente.
  • No entanto, algumas tarefas como passar o aspirador ou tirar o pó, por exemplo, não são obrigatórias e nem precisam ser uma atividade diária. Uma vez por semana pode ser mais que o suficiente.
  • No caso das estantes, cantos e outros espaços de difícil acesso, eles podem ser limpos uma vez por semana, sem nenhum problema.

 

– O principal é manter o hábito e não rotinas obsessivas. –

obsessão pela limpeza,

Concentre a sua vida no lazer e no trabalho

A vida das pessoas gira principalmente em torno do trabalho e do lazer. Mas, quando a pessoa passa muito tempo em casa e não faz outras atividades fora dela, a obsessão por manter tudo perfeito pode aparecer, já que é em casa que ela passa a maior parte do tempo.

Assim, é importante ter uma vida ativa fora de casa. A mente agradecerá e, dessa forma, também será possível apreciar melhor a casa e a sua decoração. Por sua vez, passar a maior parte do tempo sem sair faz com que a nossa mente transforme a limpeza em um trabalho.

 

 

A. Jenike, Michael; Bae, Lee; E. Minichiello, William: Trastornos obsesivos-compulsivos, Harcourt, 2001.