Como montar um jardim eterno?

28 Maio, 2020
Eles se tornaram uma nova tendência no mundo da jardinagem e decoração, pois oferecem múltiplas possibilidades estéticas e ambientais.

No mundo da jardinagem, existem diversas possibilidades para decorar a casa. Não é necessário nos limitarmos às plantas típicas de vasos e jardineiras. Na verdade, podemos inovar e fazer coisas mais originais. Por isso, vamos mostrar como montar um jardim eterno.

Neste post falaremos sobre tudo o que você precisa saber para montar um terrário eterno, também chamado de terrário fechado, por ficar em um pote de vidro fechado.

Esse tipo de jardim é completamente ortodoxo; isto é, ele se tornou um recurso estético que foge da norma e que oferece outros tipos de características em relação aos tipos de cultivos que podemos ter em casa. Além disso, não é nada complicado de fazer.

Muitas vezes, pensamos em mudar a ornamentação dos espaços interiores. No entanto, não sabemos como fazer isso. Assim, essa fórmula é realmente útil e requer alguma sofisticação no seu processo de elaboração. Além disso, ela ajuda a cuidar do meio ambiente doméstico.

O que é um jardim eterno?

fazer um jardim eterno

Jardins eternos / crisiseideasnegocios.blogspot.com

Estamos acostumados a falar dos jardins como espaços abertos para o exterior, onde geralmente cultivamos grama, flores e outros tipos de vegetais. Em vez disso, o jardim eterno é um conceito completamente diferente, distante dos tradicionalismos.

Este recurso consiste em introduzir uma planta em um recipiente fechado. Um exemplo específico pode ser uma garrafa, uma jarra ou qualquer outro recipiente. Estamos nos referindo a um sistema completamente hermético; então, como cuidaremos da planta?

O procedimento consistiria na produção própria de um pequeno ecossistema interno, no qual haverá umidade constante. Dessa forma, a planta se tornará autossuficiente em relação à água e ficará protegida de qualquer ameaça externa, podendo se desenvolver de maneira eficaz.

Se você quer trazer uma novidade para a sua casa, os jardins eternos são a chave do sucesso.

5 passos a serem seguidos para fazer um jardim eterno

fazer um jardim eterno

Jardins eternos / jardineriaon.com

Montar um jardim eterno tem a sua complexidade, mas pode ser muito fácil se você seguir as etapas apropriadas e dispuser os elementos adequados. Vejamos a seguir como seria o processo:

  1. Primeiramente, é necessário ter em mãos o recipiente para fazê-lo. O tamanho não importa, pode ser desde um terrário grande até uma simples lâmpada. O mais importante é que ele seja feito de vidro para que a situação interna do jardim possa ser vista do lado de fora.
  2. O próximo passo será dispor pequenas pedras que servirão como solo e que ajudarão a drenar a água. Em seguida, jogaríamos por cima delas a terra extraída do chão de uma floresta ou jardim e pedaços de madeira de uma árvore. O importante é que tudo isso seja de alguma área úmida.
  3. Depois de formarmos o chão, é hora de introduzir algumas plantas que tivermos encontrado no campo. Elas não precisam ser de uma única espécie; pode haver vários tipos sem nenhum problema, o importante é que haja variedade.
  4. Alguns exemplos podem ser o musgo, algumas plantas pequenas, trevos ou qualquer coisa que consideramos interessante, uma vez que este jardim terá uma função estética em casa. Portanto, também devemos prestar muita atenção ao significado que ele pode oferecer.
  5. O último passo será introduzir um pouco de água no interior. Para isso, não é necessária uma abundância excessiva, pois algumas gotas por cima das plantas e na terra já será o suficiente. Por fim, fechamos o recipiente adequadamente para que não entre nada de ar.

Fórmulas interessantes para a decoração

Terrários

Este tipo de jardim oferece muitas possibilidades. Tanto o recipiente quanto a própria natureza que criamos no seu interior têm muito a dizer. Portanto, devemos prestar muita atenção à maneira como apresentamos esse recurso na nossa casa.

Os recipientes serão o que mais chamará a atenção. Uma possibilidade é fazer com que este jardim passe mais despercebido por meio de um terrário simples. Por outro lado, se quisermos atrair mais atenção, podemos usar uma lâmpada, uma garrafa, uma jarra, um aquário, etc.

As possibilidades são variadas; no entanto, o mais interessante está no seu interior. Recomenda-se que ele seja cheio de verde, pois a umidade produzida no interior ajudará o ambiente a ficar fresco e permitirá que a atmosfera esteja continuamente hidratada. 

Finalmente, devemos ter em mente que esse tipo de jardim também pode ser decorado com figuras, objetos ou pedras coloridas. No fim das contas, eles podem ser personalizados de acordo com as nossas preferências. O objetivo principal é que eles contribuam para a decoração de uma forma ativa e com personalidade.

  • McCready, Rosemary: Jardines de interior, Ceac, Barcelona, 2007.