Árvores frutíferas: alguns conceitos básicos

30 de junho de 2020
Você gosta da ideia de plantar árvores frutíferas no seu jardim? Essas árvores, além de produtivas, têm um grande valor decorativo e, por isso, achamos que elas podem ser a escolha certa. Você decide!

As árvores frutíferas podem fazer parte do jardim ou ter o seu próprio espaço, formando um pomar. Elas são muito práticas porque, diferentemente de outras plantas, podem produzir durante muitos anos, desde que bem tratadas.

Ao cultivar uma árvore frutífera, é necessário escolher corretamente, determinar os tipos de frutas que se queira cultivar e a quantidade que se deseja obter. Também é importante selecionar árvores adaptadas ao clima da região.

Daremos uma dica: por mais óbvio que possa parecer, a melhor maneira de saber se uma árvore frutífera crescerá adequadamente em um local é consultar um profissional e observar as espécies que crescem nos arredores.

Árvores frutíferas: o terreno ideal

Árvores frutíferas

Juntamente com o clima, o terreno é outro fator determinante. Um bom solo é quase obrigatório e deveria substituir qualquer outra consideração.

Os requisitos básicos para a escolha do terreno são: boa drenagem da água, boa profundidade e riqueza de material orgânico e nutrientes minerais, sem excesso de calcário e salinidade.

Caso contrário, ele deve ser melhorado por meio da adição dos elementos necessários. Por outro lado, mas não menos importante, o terreno escolhido deve receber bastante luz solar direta.

Vamos às compras!

Para comprar os espécimes, é aconselhável ir a centros especializados na venda de árvores frutíferas. É necessário se certificar de que elas estejam saudáveis ​​e de que não apresentam sinais de pragas ou doenças.

Uma árvore frutífera pode ser comprada com raiz nua ou em um recipiente. Vejamos o que cada um desses conceitos significa para que você não tenha dúvidas:

  • Árvores frutíferas com raiz nua: geralmente são mais baratas, mas há uma pequena porcentagem de possibilidade de que elas não se enraízem no terreno. Além disso, elas são encontradas apenas no outono e no inverno (estações nas quais elas podem ser plantadas).
  • Em um recipiente: podem ser compradas em qualquer mês do ano, embora sejam mais caras. Sua principal vantagem é a de que o seu crescimento correto está garantido após o plantio.

Árvores frutíferas: como fertilizá-las?

Árvores frutíferas

Essas árvores precisam consumir uma grande quantidade de nutrientes para que a produção de frutas seja abundante. No momento do plantio, elas precisam de uma adubação de fundo.

Posteriormente, a cada ano, será feita uma adubação sazonal para que elas continuem a dar frutos e possam crescer vegetativamente. Indicaremos três maneiras de fazer isso:

  • Utilização de fertilizante orgânico, como compostagem ou esterco. Recomenda-se que isso seja feito nas estações frias, principalmente no inverno.
  • Através de fertilizantes minerais granulados contendo nitrogênio, fósforo, potássio e outros elementos.
  • Através da fertirrigação, com sistemas de irrigação por gotejamento que incluem fertilizantes dissolvidos.

Outro passo: a poda

Nas árvores frutíferas, a poda é algo básico para obter espécimes equilibrados e bem ventilados. Dessa maneira, evita-se o fenômeno conhecido como frutificação alternada, que consiste na árvore dar muitos frutos em um ano e não produzir quase nada no ano seguinte.

A poda é recomendada no final do outono ou início do inverno, embora em algumas espécies a chamada poda verde possa ser realizada em pleno verão.

Por que recomendamos a poda verde? Porque através dela os ramos menos produtivos são suprimidos para favorecer os produtivos.

Árvores frutíferas: algumas dicas muito úteis

Árvores frutíferas

Lembre-se destas dicas, pois elas serão muito úteis se você finalmente decidir plantar árvores frutíferas:

Distância entre as árvores frutíferas

Se várias espécies forem plantadas, é necessário manter um espaço entre elas para que o seu crescimento e desenvolvimento sejam adequados. O que a priori nos parece fundamental, às vezes é esquecido.

A distância entre uma árvore frutífera e a outra dependerá do tipo e se as árvores que foram plantadas anteriormente são adultas. Assim, por exemplo, alguns tipos de cítricas requerem um espaço de pelo menos 1,5 m entre elas.

Também é necessário lembrar que, se houver um cultivo intercalado de diferentes árvores frutíferas, é preciso aumentar a distância um pouco mais.

Também em vasos

Quando temos pouco espaço, é possível usar vasos ou recipientes para plantar as árvores frutíferas. O cultivo em vasos exige que a variedade a ser cultivada seja a mais compacta possível e tenha raízes pouco profundas.

Há árvores frutíferas em suas versões anãs que são muito fáceis de cultivar em vasos. Algumas delas são: macieiras, cerejeiras, cítricas, ameixas e pessegueiros.

Esperamos ter lhe ajudado para uma futura escolha. Depois você nos dirá por qual ou por quais delas optou.