As pérgulas: pequenos refúgios no seu jardim

11 Julho, 2020
Você já parou para pensar nas vantagens que a instalação de uma pérgula no jardim pode nos trazer? Podemos dizer que este é um elemento acolhedor que, além de decorar, também proporciona sombra e suporte às espécies vegetais.
 

As pérgulas são construções pequenas, baseadas em uma estrutura composta por vigas horizontais apoiadas em pilares. Parece muito simples, não é mesmo?

Elas podem ser colocadas em diferentes posições, como por exemplo, muito perto da casa, no quintal, bem na saída do jardim, próximo à borda ou no meio de um caminho.

Também servem de suporte para o crescimento de trepadeiras que, ao cobrir os pilares e vigas, geram uma sombra agradável e dão uma sensação de frescor ao ambiente.

Funcionalidade das pérgulas

As pérgulas: pequenos refúgios no seu jardim

Precisamente por serem cobertas, elas se tornam um refúgio ideal para descansar e um elemento que protege contra ventos fortes e da luz solar direta.

Nesse sentido, as pérgulas podem se tornar uma perfeita  sala de jantar ao ar livre que pode ser equipada com móveis de jardim. Também podem ser transformadas em um canto de leitura aconchegante ou em uma área de sombra ao lado de uma piscina.

Estilo e tamanho

Da mesma forma que ocorre com os arcos e outras estruturas verticais, as pérgulas devem seguir um certo estilo para que possam se adaptar ao ambiente e não destoar dele.

No entanto, elas devem manter proporções adequadas às dimensões do jardim. Não é recomendável sobrecarregá-las com cestos de flores, pois isso acabaria criando uma sensação de caos.

 

Manutenção mínima

As pérgulas: pequenos refúgios no seu jardim

Pérgula Aitana / leroymerlin.es

Para evitar a deterioração de uma pérgula de madeira, é recomendável aplicar uma camada de verniz incolor a cada 3-5 anos. Desta forma, a sua durabilidade será garantida.

No entanto, caso você queira economizar nas tarefas de manutenção, é aconselhável instalar modelos de alumínio, que são mais resistentes à passagem do tempo.

Pérgulas: materiais para escolher

As pérgulas de ferro têm um toque mais romântico. No entanto, nos últimos anos, aumentou o uso de pérgulas de madeira ou de alumínio.

Também existem modelos que alternam estruturas verticais de pedras e superfícies horizontais de madeira. Em outros casos, com a mesma ideia, mas para dar um toque mais rústico, é possível recorrer aos tijolos.

De qualquer forma, temos que dizer que as estruturas de madeira são as mais comuns, principalmente pelo fato de serem montadas rapidamente e, devido ao seu peso, serem muito manejáveis.

Nas lojas de jardinagem, você poderá obter kits completos com as peças prontas para construir a estrutura. Não se preocupe, porque a montagem não é complicada.

 

Plantas ideais para as pérgulas

As pérgulas: pequenos refúgios no seu jardim

As trepadeiras permitem que uma pérgula seja decorada rapidamente. Elas têm hastes longas e soltas, tornando-as ideais para esse tipo de estrutura.

Dentro do grupo das trepadeirasalgumas são herbáceas delicadas e outras são lenhosas com troncos relativamente fortes, mas todas se caracterizam pela sua capacidade de escalar e dar uma aparência de selva à pérgula.

As trepadeiras de caule lenhoso, como as madressilvas e glicínias, são uma boa escolha. Também ficam muito bonitas as belas herbáceas, como a clematis, pela variedade de formas e cores que proporcionam.

Como montar uma pérgula?

Antes de montar esta estrutura, o espaço disponível deve ser levado em consideração; se ela for muito grande, a sua presença anulará o restante dos elementos do jardim.

Além disso, ao instalá-la, é necessário se certificar de que ela esteja bem fixada e que resista ao vento. Isso é muito importante, pois a estabilidade da nossa pérgula estará em jogo.

Lembre-se de que existem empresas que oferecem pérgulas personalizadas para atender às necessidades do cliente, mas se você considerar que você mesmo pode fabricá-la, mostraremos os passos para isso. Você verá que não é tão complicado!

 
  1. Faça um buraco de cerca de 10 cm no chão e fixe os pilares. Em seguida, você deve preencher o buraco com cimento.
  2. Verifique se os pilares estão perpendiculares ao chão.
  3. Coloque os pilares intermediários antes de parafusar as vigas.
  4. Finalize fixando as barras nas vigas com parafusos. A distância entre as barras deve ser a mesma.

Agora anote os materiais que você precisará:

  • Pilares de madeira.
  • Pregos compridos.
  • Cimento.
  • Parafusos galvanizados.
  • Parafusadeira elétrica.
  • Martelo.
  • Chave de fenda.
  • Nível de bolha.
  • Escada.

Por fim, lembre-se de que a pérgula não pode exceder a altura da moradia e deve estar em sintonia com o restante da carpintaria da casa. Coloque mãos à obra!