3 tipos de lago para áreas externas

13 Setembro, 2020
Você gosta dos lagos como uma fórmula decorativa para as áreas externas da sua casa? Então, continue lendo, pois mostraremos três modelos que você vai adorar.

Quais são os tipos de lago que posso instalar no meu jardim? E também, muito importante: quais serão as plantas aquáticas e os peixes ideais para esse ecossistema?

Recomendamos que, ao projetar esse tipo de construção, você leve em consideração o estilo que prevalece no ambiente, para que, dessa forma, ele esteja em sintonia com o restante dos elementos decorativos que estão nas áreas externas.

Tipos de lago para o seu jardim

Você gostaria de conhecer as principais características dos três principais tipos de lago? Pois então, vamos começar!

Espelho d’água

tipos de lago para áreas externas

Imagem: pinterest.es

A origem dos espelhos d’água está na Grécia, onde surgiu a necessidade de irrigar o jardim e as plantações. Atualmente, tem função meramente decorativa, além de ser usado como o local preferido para o descanso ao ar livre.

Eles são localizados estrategicamente para imprimir o equilíbrio máximo no ambiente. Aproveitando as perspectivas e partindo de desenhos geométricos, esse tipo de lago se destaca pela imobilidade de suas águas.

Eles têm uma maneira muito peculiar de se integrar ao jardim: atuam como um espelho que reflete tudo ao seu redor. É por isso que, em muitos casos, essas construções dispensam as plantas e, quando as possuem, elas são austeras e elegantes. Você deve distribuí-las de acordo com os critérios de simetria.

Embora também existam espelhos d’água ovais ou circulares, ao optar por esse tipo de estrutura, eles devem ser construídos em formato quadrado ou retangular. Lembre-se disso para que eles adquiram esse estilo clássico tão característico.

Lagos elevados

tipos de lago para áreas externas

Imagem: pinterest.es

Esses lagos funcionam muito bem como um ponto focal do jardim e aproximam a beleza das águas, das plantas e dos peixes do olhar e até mesmo do toque do observador. Lembre-se de que, por causa da forma como são construídos, eles podem ser áreas de apoio e para se sentar.

Além disso, precisamos dizer que esse design protege os peixes dos predadores e as crianças de cair na água, apesar de que, como o muro é baixo, elas podem querer correr sobre ele. Recomendamos que você leve esses dois aspectos em consideração ao projetá-los.

No jardim como um todo, eles também servem para ligar as áreas a diferentes níveis. Por exemplo, um conjunto de terraços, independentes com água sem movimento, ou então conectados, nos quais a água cai de um para o outro, oferecendo assim um aspecto unificador.

É importante que você saiba que, se não quiser ter problemas com o piso e a manutenção, os lagos elevados são altamente recomendados, já que não será necessário cavar o chão para construí-los.

Lagos circulares

tipos de lago para áreas externas

Imagem: pinterest.es

Ao contrário dos lagos quadrados e retangulares, esses lagos geralmente são dispostos de forma isolada, com fontes ou esculturas centrais que acentuam o efeito circular que domina o ambiente.

Seja escavado no solo ou cercado por um muro baixo, a sua beleza e elegância podem ser acentuadas com a incorporação de plantas e a expansão da sua borda para o chão, de modo a reforçar a sua integração ao ambiente.

Precisamos dizer que um lago circular também condicionará os elementos próximos dele no jardim; a presença de uma pequena praça, de vasos, de bancos estrategicamente dispostos e de um piso harmonioso ao seu redor, fará do lago o elemento dominante da paisagem.

Tipos de lago: que plantas devo utilizar?

tipos de lago para áreas externas

Imagem: pinterest.es

O grau de umidade e a profundidade de que as plantas aquáticas precisam dependerão das características de cada uma. Vamos nomear algumas que serão perfeitas para este ecossistema.

Caniços e juncos devem ser colocados na água, mas com pouca profundidade; as plantas aquáticas de águas profundas serão colocadas sobre pedras ou suportes que as ajudem a alcançar a superfície, de modo que apenas algumas folhas possam emergir.

Plantas com folhagem flutuante, como, por exemplo, os nenúfares, subirão acima da água; enquanto isso, as plantas de folhagem submersa serão ideais para oxigenar o lago. 

Tipos de lago: quais peixes são os mais adequados?

Peixes coloridos

Os peixes poderão ser introduzidos na água algum tempo depois de encher o lago. Caso haja plantas, será necessário aguardar algumas semanas.

Para introduzi-los, eles deverão ser colocados em um saco com água e deixados no lago durante alguns minutos para que possam se adaptar corretamente à temperatura.

Os peixes coloridos, como as carpas koi, de origem asiática, são ideais para esses ecossistemas porque toleram temperaturas extremas. Da mesma origem e com características semelhantes, também há o shubunkin.

kinguio ou peixinho-dourado, em tons de vermelho, laranja e amarelo, também é altamente recomendável por causa da sua grande resistência e do seu colorido. Lembre-se também de que os lagos grandes comportam as tencas, que vivem no fundo e se alimentam dos organismos do lodo.

Como você pode ver, os lagos podem lhe ajudar a dar mais personalidade a essa área externa na qual sempre parece faltar alguma coisa. Então, vá em frente e experimente!