Vasos chineses, um clássico da decoração

04 Fevereiro, 2020
O vaso chinês é um clássico da decoração. No entanto, você conhece todas as variedades?

Sejam eles grandes, pequenos, multicoloridos ou monocromáticos, os vasos chineses têm a capacidade de se adaptar a qualquer esquema de cor, estilo decorativo, cultura e época.

Nunca houve um caso em que um vaso chinês ficasse antiquado. Na verdade, ele funciona muito bem para melhorar a estética de qualquer ambiente.

Este recurso atemporal é uma das principais contribuições da China para o mundo da decoração. No entanto, quando nos referimos ao vaso chinês, mais do que um elemento complementar, estamos falando de uma verdadeira obra de arte. Além disso, as peças originais têm um alto valor no mercado graças ao seu requinte.

O design elegante dessas peças as transforma em um recurso atemporal e versátil. Combinam tanto com estilos clássicos ou tradicionais quanto com ambientes modernos e minimalistas, trazendo um toque chique, independentemente de terem ou não influência oriental.

O vaso chinês, uma peça com história

Vasos chineses, um clássico da decoração

Os vasos chineses têm um charme e uma elegância tão sutis, que são capazes de se adaptar a quase qualquer época. Por isso, a tradição cerâmica chinesa é milenar. De fato, a sua história começou há mais de oito mil anos, no Neolítico.

A sofisticação dos primeiros ceramistas é tão notável que eles nos deixaram obras tão importantes quanto o exército de soldados de terracota. Inúmeras novas tecnologias e estilos de cerâmica se desenvolveram nos séculos seguintes. Estas são algumas das mais importantes.

Vasos chineses da dinastia Tang (618–907)

Vasos chineses, um clássico da decoração

Vaso / confuciomag.com

Uma das mais famosas é a cerâmica de três cores da dinastia Tang. Essas peças são algumas das mais aclamadas pelos colecionadores de antiguidades. A sua principal característica é a alegre combinação de tons de amarelo, verde e branco. 

A cerâmica identificada com esta dinastia tem um valor incalculável no mercado. Felizmente para nós, podemos encontrar vasos inspirados nas peças originais.

Ao longo da história, essas peças decorativas foram se revalorizando.

Dinastia Song (960–1279)

Vasos chineses, um clássico da decoração

Vaso / confuciomag.com

Durante o reinado da dinastia Song, a ascensão da porcelana e da cerâmica chinesa era imparável. O grande desenvolvimento da atividade cerâmica levou à proliferação de diferentes estilos, dependendo da localização de sua produção.

No entanto, todos esses elementos se caracterizavam por esmaltes simples, porém elegantes, além de formas simples e arcaicas. Muitos dos padrões decorativos foram inspirados pela vida cotidiana e pela natureza.

Vasos chineses das dinastias Yuan e Ming, ou porcelana azul e branca (1279-1644)

Vasos chineses, um clássico da decoração

Vaso / fueradeserie.expansion.com

Os vasos desse período representam o momento de maior esplendor da cerâmica e da porcelana chinesa. Os trabalhos realizados durante essas dinastias alcançaram grande popularidade no mundo todo, a ponto de serem reproduzidos em países muito distantes, como a França ou o Reino Unido.

Atualmente, continuam sendo uma tendência decorativa muito admirada pelos decoradores. Graças à quantidade de reproduções feitas, podemos encontrar peças muito acessíveis com uma beleza que emociona.

Eles se tornarão os verdadeiros protagonistas da decoração da casa.

Dinastias Ming e Qing (1644-1911)

Porcelana chinesa

Vasos / isthar-mitologia.blogspot.com

Ao longo dessas dinastias, a porcelana foi enriquecida com a inclusão de novas técnicas, como o esmalte vidrado ou yangcai, que permitia o uso de qualquer cor na cerâmica. Essa grande variedade de pigmentos permitiu recriar complexos esquemas decorativos de flores, paisagens ou cenas figurativas.

Como cuidar dos vasos chineses?

Porcelana chinesa

Como podemos ver, os vasos chineses são peças de grande valor. Ao aplicá-los na decoração da nossa casa, é necessário levar em consideração algumas questões para aproveitar ao máximo este complemento tão especial.

  • Essas são peças muito delicadas; portanto, devemos garantir que elas serão colocadas em um local seguro, longe de qualquer perigo. Por exemplo, se eles forem de formato grande, poderão ser a peça chave de que um canto da sua sala precisa. Se, em vez disso, for um item pequeno, poderemos colocá-lo sobre um console no hall de entrada da casa.
  • A limpeza da porcelana chinesa deve ser muito cuidadosa. Este é um material muito sensível, por isso devemos evitar mudanças bruscas de temperatura. Assim, o método mais seguro de manter as nossas peças intactas é passar sobre elas um pano úmido em temperatura fria.
  • Vainker, J.: Cerámica china y porcelana: De la prehistoria al presente, Londres, The British Museum Press, 1991.