Norman Foster e seus projetos mais icônicos

15 Novembro, 2020
A arquitetura de Sir Norman Foster se destaca por ter o equilíbrio exato entre design, tecnologia e sustentabilidade. Com edifícios emblemáticos, ele conseguiu mudar não só algumas cidades, como também a forma de ver a arquitetura e a tecnologia aplicada a ela.

Norman Foster, arquiteto nascido em Manchester, é um dos mais famosos representantes da arquitetura atual. Podemos encontrar os seus designs, de estilo predominantemente industrial, no mundo todo; eles se caracterizam por serem propostas arriscadas.

Nascido e criado em uma família humilde, isso não o impediu de empreender e subir na vida. Lilian Smith, sua mãe, uma garçonete, e seu pai, Robert Foster, dono de uma loja de penhores, foram peças-chave para o seu desenvolvimento.

Seus estudos de arquitetura e urbanismo foram realizados na Universidade de Manchester. Foi nesta prestigiada universidade que ele obteve a bolsa Henry Fellowship para um mestrado em arquitetura na Universidade de Yale. Essa bolsa permitiu que ele viajasse e conhecesse uma nova visão da arquitetura.

Ao retornar dos Estados Unidos, fundou a empresa Team 4 juntamente com Rogers, Cheesman e Woltoncon, com quem desenvolveu os seus primeiros projetos. Este tempo serviu para que ganhasse prestígio com algumas obras pequenas. Mais tarde, ele se tornou independente e fundou o seu próprio estúdio, Sir Norman Foster & Partners.

Atualmente, é um dos arquitetos mais reconhecidos do mundo, construindo edifícios icônicos em cidades do mundo todo. Os seus edifícios têm como pedra fundamental a tecnologia e são construídos com padrões sustentáveis.

Norman Foster: prêmios principais

Por causa do seu importante trabalho no campo da arquitetura, foi premiado com a medalha de ouro do Instituto Americano de Arquitetura. Também recebeu o prêmio mais importante do mundo da arquitetura, o Prêmio Pritzker, em 1999.

Além disso, obteve o Prêmio Príncipe das Astúrias das Artes em 2010. Recebeu da Rainha Elizabeth II o título de Sir e, mais tarde, o título de nobreza vitalício de Barão Foster de Thames Bank.

A seguir, mostraremos uma seleção dos edifícios mais icônicos de Sir Norman Foster.

Norman Foster: Torre Hearst, Nova York. 2003 – 2006

Norman Foster e seus projetos mais icônicos

Imagem: arquitecturaenacero.org/

Esta torre, localizada na cidade de Nova York, possui 46 andares e uma altura de 182 metros. Foi construída sobre um edifício datado de 1928, do qual, atualmente, resta apenas a fachada.

Este edifício foi o primeiro arranha-céu construído depois do 11 de setembro. Também detém o título de ser considerado o primeiro “arranha-céu verde” de Nova York, por causa da utilização de 80% de aço reciclado.

Suas formas externas são o produto da lógica estrutural interna. Sem dúvida, o mais característico desta torre é o design de diamante da sua fachada.

Torre Swiss, Londres. 2001 – 2004

Norman Foster e seus projetos mais icônicos

Imagem: Dilliff – es.wikipedia.org

Esta torre está localizada no coração da cidade, no endereço St. Mary Axe, 30, e é a sede da Swiss Reinsurance Company. Além disso, tornou-se um marco inconfundível no skyline de Londres. Ostenta o título de ser o primeiro arranha-céu da capital britânica construído com critérios ecológicos.

O prédio ocupa o local onde ficava a sede da Baltic Exchange, empresa que se encarregava da venda de barcos. Infelizmente, o antigo prédio foi destruído por uma bomba do IRA em 1992.

Quanto à forma, ela é o resultado das mudanças no diâmetro dos pavimentos. A torre apresenta variações no seu diâmetro, que vai desde 56,5 m na parte mais larga até 26,5 m no último andar.

Graças a esta variação no diâmetro das plantas, é obtida a forma oval que a caracteriza. Nas palavras de Norman Foster, a forma «favorece o fluxo dos ventos ao redor das fachadas, diminuindo a pressão sobre a estrutura…”.

Norman Foster: City Hall, Londres. 1998 – 2002

Norman Foster e seus projetos mais icônicos

Imagem: fosterandpartners.com

Este edifício, conhecido como City Hall, foi projetado para abrigar a sede do governo de Londres e se tornou um dos novos símbolos londrinos. O City Hall faz parte do More, um grande projeto urbanístico que está transformando a margem sul do Tamisa, entre a London Bridge e a Tower Bridge.

Uma das características que se destaca é a forma esférica deformada, construída em aço e vidro com a aplicação de tecnologias vanguardistas. A forma responde à necessidade de evitar a luz direta do sul para captar, através de sua enorme fachada de vidro inclinada, a luz indireta do norte.

Em conclusão, este edifício é um híbrido formal projetado para minimizar a superfície que recebe a luz solar direta. Além disso, a sua forma busca economizar energia e, como resultado da transparência da sua fachada, o consumo de luz é reduzido.

«A crise nos obriga a fazer mais com menos. Alguns dos melhores projetos surgem das maiores dificuldades».

– Sir Norman Foster –

Apple Park, Cupertino. 2017

Apple Park, Cupertino. 2017

Imagem: fosterandpartners.com

Este projeto, também conhecido como Apple Campus 2foi projetado para abrigar as novas instalações da Apple em Cupertino, Califórnia. O projeto ocupa cerca de 260.000 metros quadrados com capacidade para mais de 12.000 funcionários.

A ideia original do projeto veio de Steve Jobs, tendo como resultado a obra de Norman Foster também conhecida como “A Nave Espacial”. Trata-se de uma estrutura circular com quatro pavimentos, com 80% de vegetação onde se destacam as plantas nativas de Cupertino.

No interior, há um centro de visitantes, uma Apple Store e um café público, bem como um centro de fitness para os funcionários da Apple. Além disso, também há instalações de pesquisa e desenvolvimento, um pomar, um gramado e um lago localizado no centro do anel.

Por fim, se você quiser saber mais sobre Norman Foster, pode conferir o documentário intitulado “Quanto pesa o seu prédio, Sr. Foster?”. Nele, são expostos a sua personalidade, a sua intimidade e os valores com os quais ele projeta as suas obras.