Combinação do verde-garrafa com o branco

Branco e verde-garrafa são duas tonalidades muito interessantes para trabalhar com os interiores a partir de diferentes pontos de vista. Ficam muito bem em estilos contemporâneos e também com os clássicos.
Combinação do verde-garrafa com o branco

Última atualização: 13 Abril, 2021

A relação das cores que se estabelece na casa deve seguir parâmetros estáveis que proporcionem harmonia e bem-estar. Visualmente, é conveniente que haja concordância entre elas. Por isso, hoje vamos aprender como trabalhar a combinação do verde-garrafa com o branco.

Geralmente, costumamos usar uma ou duas cores que predominam nos espaços de forma mais contundente. Por outro lado, existem as cores complementares, aquelas que colaboram na construção de um diálogo decorativo que agrada aos nossos olhos.

Através do cromatismo, também estabelecemos uma personalidade própria ao ambiente. Referimo-nos à capacidade de mostrar como somos e que pretensões temos, definindo os nossos gostos a nível decorativo e os diferentes fins estéticos que pretendemos alcançar.

Crie sensações a partir do verde-garrafa e o branco

Combinação do verde-garrafa com o branco

Quais sensações percebemos através da combinação de ambos? Provavelmente não estamos tão acostumados a usá-los juntos; na verdade, costumam estar separados, mas entre eles existe um contraste positivo que, afinal, favorece a imagem interna.

Dentro dos estilos clássicos, há espaço para eles; isto é, naqueles estilos que procuram mostrar elegância e distinção. Além disso, são muito utilizados em restaurantes ou hotéis onde se trata de mostrar uma imagem luxuosa, contemporânea ou moderna.

Por outro lado, devemos destacar também a força e a firmeza do verde-garrafa em comparação com a pureza e a claridade do branco. O primeiro pode escurecer um pouco mais o ambiente, enquanto o outro enriquece todo o espaço com leveza e requinte. Por isso, a vinculação que ocorre confirma o equilíbrio.

Decoração baseada no contraste entre os dois tons.

Como trabalhá-los nos interiores?

Quando se trata de relacionar as duas cores, podemos organizá-las em espaços diferentes. No fundo, são versáteis e têm muito a dizer em qualquer cômodo, basta considerar que, entre os dois, deve haver coordenação e boa sintonia. Vejamos alguns exemplos:

  • Uma das fórmulas mais interessantes é a aplicação do verde nas paredes, cobrindo toda a superfície, enquanto o branco pode ser aplicado nas molduras das portas e janelas ou simplesmente nas estantes ou outro móvel qualquer.
  • Também existe a possibilidade de que o verde esteja definido em uma única parede e o restante esteja em branco. Essa relação é uma forma de dinamizar e atrair mais atenção. Além disso, a combinação fica ótima em apartamentos na cidade e em ambientes juvenis.
  • O sofá branco com almofadas verdes é, sem dúvida, um dos formatos mais utilizados. Desta forma, o assento configura-se como um suporte claro que ajuda a destacar as almofadas.
  • Atualmente, estão na moda os móveis brancos decorados com objetos de outras tonalidades. Neste sentido, esta cor confirma-se como um suporte simples que combina com qualquer coisa. É um conceito muito semelhante ao praticado no mundo da moda.

Aplicação no quarto

Combinação do verde-garrafa com o branco

O quarto é considerado o local mais privado da casa. Somos nós que o desfrutamos; portanto, não devemos perder a oportunidade de escolher adequadamente as cores para dar personalidade e caráter.

O verde-garrafa é uma boa opção. Se o observarmos com atenção, veremos que ele transmite seriedade e um sentido alternativo, podendo ter um certo significado nas paredes ou, por exemplo, na própria colcha ou na cabeceira da cama.

Em relação ao branco, os móveis, os tapetes e também a cama são os elementos ideais para trabalhar essa ideia. O mais importante é atingirmos o contraste total. É a única forma de conseguir uma harmonização estável.

A cozinha, um aporte de sofisticação

Para alcançar a sofisticação total dos conteúdos da casa, é importante prestar atenção à cozinha. A abordagem mais simples seria, fundamentalmente, a disposição do verde nos móveis e as paredes em branco. Porém, se trabalharmos da mesma forma ao contrário, também fica interessante.

Por outro lado, não é necessário incluir outras cores, ou seja, elas podem ser intercaladas para gerar contrastes, mas não é uma questão essencial, muito pelo contrário. Se nos dedicarmos apenas ao verde-garrafa e ao branco, não é necessário escolher outras cores.

Pode interessar a você...
Dicas para escolher a cor de cada cômodo
Decor TipsLeia em Decor Tips
Dicas para escolher a cor de cada cômodo

A decoração da casa não é uma tarefa fácil; por isso, neste artigo, daremos algumas dicas para escolher a cor de cada cômodo.



  • Atkins, Caroline:Colorea tu hogar, Londres, Ceac, 2003.