Revele o artista dentro de você e crie o seu próprio estilo decorativo

12 Agosto, 2020
Para dar um toque pessoal à nossa casa, é necessário aplicar os nossos próprios designs; dessa maneira, será feito um exercício de criatividade e imaginação.
 

Geralmente, costuma-se repetir os modelos decorativos para as casas; por isso, surge a necessidade de mudar e procurar alternativas que ofereçam outras fórmulas mais interessantes. Revele o artista dentro de você e crie o seu próprio estilo decorativo. 

É sempre bom receber influências de outras casas para enriquecer o nosso conhecimento; o objetivo é que isso nos sirva como fonte de inspiração para que, dessa forma, saibamos como agir para decorar a nossa casa. No entanto, é necessário ter imaginação e personalidade.

Há momentos na vida em que surge uma vertente criativa que nos ajuda a fazer as nossas próprias produções. No fundo, todos nós temos uma veia artística com a qual nós mesmos podemos trabalhar os diferentes elementos que nos ajudam a inovar.

O seu próprio estilo decorativo: promova a sua criatividade

crie o seu próprio estilo decorativo

É inútil nos apegarmos aos princípios fundamentais que regem o mundo do design de interiores. Tudo o que os especialistas fazem pode nos servir como inspiração, mas não é recomendável repetir as suas fórmulas.

Se não trabalharmos a nossa criatividade, cairemos nos estereótipos sociais que vemos nas vitrines o tempo todo. Por isso, é hora de dar um passo adiante e tentar criar designs por conta própria.

 

Devemos modificar as tendências sempre que pudermos; isso é um sinal de evolução. Dessa forma, poderemos definir objetivos próprios. No entanto, observar o trabalho dos designers de interiores de maior destaque e ler revistas de decoração pode nos ajudar a ter alguma inspiração.

Quando fabricamos o nosso próprio produto, sentimos que ele é o resultado da nossa imaginação. Por esse motivo, é tão necessário avaliar de quais conceitos estéticos gostamos e como poderemos aplicá-los em casa, pois, a partir disso, teremos orgulho de mostrar a nossa casa.

A nossa personalidade deve se refletir na decoração da casa.

Como criar o seu próprio estilo decorativo?

crie o seu próprio estilo decorativo

A criação de um estilo pessoal não é produzida por inércia nem é algo fácil. Há algumas questões úteis a serem consideradas a partir das quais poderemos determinar quais são os passos básicos com os quais poderemos trabalhar. Vejamos 5 princípios fundamentais a serem lembrados: 

  1. A primeira coisa a fazer é avaliar quais elementos são do nosso agrado e quais não são, pois nem todos os móveis podem ser úteis; portanto, é preciso escolher e descartar.
  2. Se o nosso campo de atuação for a sala de estar, precisaremos especificar as formas dos móveis, os tipos de texturas e a sua disposição. Só então poderemos alcançar um design que se encaixa perfeitamente ao nosso estilo.
  3. A cor é um componente básico, sendo uma premissa que rege a estética de um espaço; por esse motivo, a cor escolhida para as paredes e a decoração deve ser adaptada às nossas preferências, mas também deve haver ordem e coerência.
  4. Geralmente, a maneira como nos vestimos reflete a nossa personalidade; da mesma forma, a decoração de interiores deve nos identificar e nos fazer sentir bem, pois um design ruim pode afetar as emoções.
  5. Não é necessário complicar a nossa vida com os elementos usados para decorar; de qualquer forma, não se deve cair no erro de acumular recursos. Tudo o que escolhermos deverá ser perfeitamente estudado.
 

Produção dos próprios móveis

Imagem cortesia de musclecarcouches.com.au

Uma das possibilidades que podemos ter ao criar o nosso estilo decorativo é criar os nossos próprios móveis. Para isso, é sempre útil saber um pouco sobre bricolagem. Ainda assim, existem tutoriais online que podem ser úteis.

É fácil fazer mesas, cadeiras, prateleiras, etc. Por outro lado, outros móveis, como o sofá, por exemplo, devem ser adquiridos em uma loja especializada, basicamente porque assim garantiremos uma qualidade que nos proporcione conforto.

Por outro lado, se tivermos a oportunidade de comprar os móveis, basta combiná-los entre si para criar um design de interiores personalizado.

É necessário evitar a imitação

crie a sua sala de estar

Imitar os designs de uma revista ou de um especialista não mostrará a nossa personalidade. Talvez existam alguns componentes que se relacionam conosco, mas eles não terão a essência particular de cada um.

 

A cópia de um modelo já existente não pode descrever o nosso jeito de ser. Em suma, é melhor buscar inspiração e criar a partir dos próprios conhecimentos.

 

  • Emma, Callery: Enciclopedia práctica de la decoración, Everest, 2001.
  • Lava Oliva, Rocío: Interiorismo, Vértice, 2008.