Portas interiores: tudo que você precisa saber para não errar

11 Março, 2019
Como qualquer outro elemento da sua casa, as portas são muito importantes para criar harmonia na sua decoração. Por isso, você não deve deixá-las de lado.

Sem dúvida, as portas interiores são um dos elementos menos falados em revistas ou blogs de decoração. 

Portanto, neste artigo, falaremos sobre esse tema que é muito importante, e que muitas vezes não recebe a atenção que merece.

Quando pensamos em portas interiores, nunca imaginamos a amplitude do assunto. Por esta razão, é de vital importância manter as coisas claras em relação aos tipos de portas interiores, bem como aos materiais.

Dessa forma, não vamos errar na hora de optar por uma ou outra.

As portas interiores são importantes em uma casa, porque nos ajudam a ganhar alguns metros em ambientes pequenos ou nos permitem mudar a distribuição do ambiente.

Tipos de portas de interiores

De modo geral, poderíamos dizer que existem os seguintes tipos de portas interiores:

  • Clássicas: esse tipo de porta é aquele que, geralmente, usamos mais em nossas casas. Assim, dentro deste tipo existem vários subtipos: com ou sem batente, rústico, liso, etc. 
  • Com um espelho em um dos lados: essas portas são ótimas para ambientes pequenos, porque através do espelho se cria uma sensação de amplitude. Geralmente ficam perfeitas em closets e banheiros.
  • Porta com escotilha: essas portas são ideais para as cozinhas porque, por terem um vidro para olhar do outro lado, evitam acidentes.

Além disso, é melhor ainda quando elas são tipo ‘vai e vem’, isto é, sem fechadura.

  • Porta de correr: as portas de correr interiores são perfeitas quando queremos aproveitar o espaço. Além disso, se são de vidro, deixam entrar mais luz. Esse tipo de porta não deve ser confundido com as portas também de correr, que são sanfonadas.
Tipos de portas de interior

  • Portas sanfonadas: diferente das portas de correr, elas não precisam de uma obra para instalação. Basta colocar um trilho no batente da porta para que ela deslize. Geralmente são mais fáceis de instalar. 
  • Portas interiores ripadas: são geralmente feitas de madeira ou metal e são muito semelhantes a persianas;  a diferença é que as ripas não podem ser abertas ou fechadas, elas são fixas.

Por outro lado, são ótimas para separar ambientes ou escondê-los; já que elas se parecem com armários para que seus visitantes não consigam imaginar o que está por trás delas.

  • Com ventilação: são portas que têm grades de ventilação na parte inferior. Elas são usadas ​​em ambientes que precisam de entradas de ar, como por exemplo, banheiros ou despensas
As portas com ventilacao são usadas em ambientes em que a entrada de ar é necessária

  • Dobráveis: Sim, existem portas dobráveis ​​e são perfeitas para uma superfície grande.

Nesse sentido, podem ser abertas somente de um lado, de ambos os lados ou do centro para as extremidades. Por isso são ideais para separar ambientes, mas não definitivamente, porque sempre que desejar, você poderá deixar um ambiente conectado ao outro e a porta totalmente aberta.

Materiais

Sem dúvida, ao escolher a porta de interior correta, também é importante observar os materiais.

Nesse sentido, existem muitos tipos de materiais e as portas de madeira são as mais clássicas. Assim, elas não foram esquecidas porque são autênticas peças de arte. Mas, a madeira não é o único material que podemos escolher.

Leve em consideração que o material escolhido também influenciará o seu orçamento. Por isso, pesquise antes de comprar:

  • Policarbonato Alveolar: este material é super leve.

As portas feitas deste material também são conhecidas como “portas ocas”, pois o seu interior é composto de um papelão muito resistente.

Além disso, podemos pintá-las, então são muito customizáveis​​. O seu preço médio é de cerca de 800 reais.

  • Galvanizado: é o material mais comum na fabricação de portas. Em linhas gerais, trata-se de um conglomerado que é coberto com lâminas de materiais naturais e madeiras mais nobres.

Assim, a vantagem deste material é que a temperatura não o altera.  O seu preço, de acordo com a qualidade do revestimento, varia entre 1.500 a 3.000 reais.

  • Madeira maciça: são portas pesadas e muito resistentes. Por isso, a sua manutenção deve ser contínua e cuidadosa. De modo geral são perfeitas para casas com uma decoração clássica ou rústica.  O preço médio para estes tipos de portas é de 1.200 reais.
  • Jateadas: estas portas normalmente têm, além do vidro, outro material. Além disso também são mais caras e os vidros podem ser transparentes, temperados ou translúcidos. 
portas de interiores

Conclusão

Como você pode ver, o tema das portas interiores é um universo à parte.

Por essa razão é bom que, antes de reformar a sua casa ou apartamento, você pense na sua distribuição, já que as portas nos ajudam a melhorar o ambiente e torná-lo mais funcional.

Além disso, existem muitos materiais e estilos; assim você certamente encontrará um perfeito para a sua casa.

Geralmente as portas são vendidas prontas; no entanto, quando excedem as dimensões padrão são feitas sob medida.

Para finalizar, certifique-se de que o tamanho é realmente o que você precisa para que não tenha problemas com a instalação.