Dicas para escolher a cor de cada cômodo

Se formos cuidar da distribuição das cores nos cômodos, precisaremos conhecer algumas diretrizes para saber como proceder em cada espaço.

Última atualização: 09 Fevereiro, 2021

A decoração da casa não é uma tarefa fácil, especialmente se quisermos realizar esse trabalho por conta própria. Nunca é demais saber sobre o conceito de estética e combinação; por isso daremos algumas dicas para escolher a cor de cada cômodo.

Os espaços da casa têm diferentes funções: descanso, higiene, lazer, armazenamento, cozinhar, etc. Isso implica que devemos encontrar características particulares relacionadas aos nossos gostos e personalidades.

Estar em um cômodo e se sentir confortável é essencial. Isso não é conseguido apenas com os móveis, mas também com os cromatismos que envolvem as paredes e os demais elementos presentes.

Cada cômodo tem a sua própria personalidade

Ao projetar os interiores, os cômodos têm necessidades específicas. Sem dúvida, a psicologia dos moradores influencia claramente cada um deles. Desta forma, eles serão equipados de formas diferentes, oferecendo uma diversidade que transmite dinamismo e identidade própria.

A personalidade de cada cômodo está ligada à cor. É conveniente usar gamas diferentes de acordo com as sensações que pretendemos transmitir. A variedade é muito grande, então a decisão não é um problema.

Esta é a melhor forma de mostrar uma personalidade própria e distinta e, ao mesmo tempo, evitar a uniformidade generalizada na casa toda, procurando individualizar cada cômodo. Assim, alcançaremos um resultado que vai além dos procedimentos tradicionais.

A ideia de modernizar a nossa casa é concretizada através da originalidade e variedade estética.

Aplicação de uma cor em cada cômodo

A distribuição das cores é um assunto pessoal. O objetivo é que sejam oferecidos diferentes significados e uma diversidade de sensações; portanto, precisamos estudar a escolha cuidadosamente. Vejamos 4 dicas úteis:

  • A sala é perfeita para festas, lazer e relaxamento; além disso, é aqui que passamos o tempo com os convidados. Por esse motivo, é conveniente que tons quentes estejam presentes. No entanto, também é importante que haja luminosidade; por esse motivo, a gama de brancos é perfeita.
  • O quarto deve ser ambientado com um caráter sossegado, calmo e tranquilo; por isso, a gama de tons escuros, sejam eles quentes ou frios, pode ser uma boa opção. Uma vez que este é um local privativo e pessoal, podemos nos dar ao luxo de escolher a cor que mais combine conosco.
  • Quanto ao banheiro, convém lembrar o seu uso para a higiene. Será necessário que o branco esteja presente, para oferecer uma imagem limpa e suavizada. Em relação à outra cor, podemos ter mais liberdade na escolha.
  • A entrada é um espaço que serve de preâmbulo ao que será encontrado no restante da casa. Neste caso, temos duas opções: aplicar um tom intenso que desperte todos os sentidos ou, simplesmente, manter uma harmonia cromática em relação aos outros cômodos.

Como aplicar a cor na cozinha?

Imagem: pinterest.es

A forma de trabalhar a cozinha depende do tipo de cor de cada cômodo. No fundo, podemos torná-la um lugar muito mais inovador e surpreendente usando tons mais marcantes, como amarelo, vermelho, laranja…

No entanto, também existe outra opção muito interessante, que seria a combinação de cores e materiais para criar uma ambientação. Um exemplo pode ser o turquesa com a madeira, as bancadas escuras relacionadas ao cinza ou a possível participação até mesmo dos verdes.

O que deve ficar claro é que a cozinha não é um campo de testes. A relação das cores deve ser harmoniosa e, em hipótese alguma, produzir um confronto estético. Ou seja, é necessário evitar a evidente separação cromática em relação aos outros cômodos.

As casas precisam de uma harmonia geral.

Uma dica útil: escolha o que você mais gosta

Decorar banheiro / fotos.habitissimo.es

Ao escolher as cores, estamos condicionando a nossa casa a um certo tipo de personalidade e a oferecer um significado estético. Podemos não saber combiná-las como um decorador profissional, mas sabemos do que gostamos.

A chave está em escolher o que mais gostamos. Se há uma cor que nos identifica e que sabemos que pode ter lugar na nossa casa, não devemos duvidar. Portanto, não é necessário copiar modelos, mas sim tentar oferecer uma imagem personalizada e única.

Imagem principal: Light photo created by mrsiraphol – www.freepik.com

Pode interessar a você...
Mi DecoraciónLeerlo en Mi Decoración
A aplicação do azul esverdeado em interiores

É hora de conhecer uma cor que é muito interessante para decorar. Hoje vamos conhecer a aplicação do azul esverdeado em interiores.

 



  • Atkins, Caroline: Colorea tu hogar, Londres, Ceac, 2003.