Como preparar um espaço para o estudo?

Se tivermos o propósito de criar um local adequado para a concentração e o estudo, deveremos levar em conta uma série de aspectos para decorar o espaço adequadamente.

Última atualização: 07 Dezembro, 2020

Como regra geral, costumamos dedicar um cômodo da casa para a realização de tarefas que exigem um alto grau de concentração. Por isso, é interessante avaliarmos como preparar um espaço para o estudo.

Em uma casa, é preciso diferenciar as funções dos diferentes cômodos: um para cozinhar, outro para limpar, outro para descansar, outro para o lazer, etc.; mas será que realmente temos um para questões de trabalho ou acadêmicas?

Devemos levantar esta questão a partir de um ponto de vista objetivo, sempre a fim de melhorar. Se tivermos filhos, então teremos que reconsiderar, pois o ambiente pode condicionar o nosso desempenho pessoal diretamente.

Dedicar um cômodo exclusivamente para esta função

Sem dúvida, se tivermos um cômodo dedicado exclusivamente para a criação do espaço para o estudo, o nosso desempenho será superior. Muitas vezes, costumamos fazer inúmeras tarefas no quarto e, no final das contas, esta também não é uma má ideia.

No entanto, é preciso ter em mente que, se houver a possibilidade de ocupar um cômodo exclusivamente para estudar ou trabalhar, é muito melhor. Desse modo, conseguiremos uma separação entre o que consideramos ser para o descanso e o que é para o estudo.

Quando saímos da cama e vemos as anotações sobre a mesa, já estamos nos condicionando. Existem pessoas para quem isso funciona, mas, para outras, isso envolve um nível de estresse mental que não é nada favorável.

O fato de separar os espaços vai nos ajudar para que, assim que entrarmos na sala de estudos, tenhamos a sensação de que conseguiremos uma maior concentração e dedicação.

O ambiente de trabalho pode influenciar o esforço pessoal.

Principais recursos para criar um espaço para o estudo

Os elementos decorativos presentes no espaço transmitem sensações; ou seja, de acordo com o que for disposto para ambientar o local, isso pode gerar motivação e auxiliar no estudo. Veremos alguns dos recursos que são muito recorrentes:

  1. Uma boa mesa com diferentes compartimentos (gavetas e nichos) é essencial. O mais importante é ganharmos conforto e, para isso, é fundamental que haja espacialidade. Portanto, mesas pequenas ou superfícies estreitas devem ser descartadas.
  2. Há pessoas que decidem colocar frases motivacionais nas paredes. Para isso, podemos utilizar vinis que, dependendo do tamanho, podem ocupar mais ou menos espaço. Na verdade, este é um bom recurso para ser contemplado todos os dias, quando quisermos recarregar as energias.
  3. Uma boa cadeira de escritório, acolchoada e confortável, é muito importante. Esta é a melhor forma de manter as costas retas e de se sentar com total conforto. É neste artigo que será necessário fazer um investimento maior.
  4. Um espaço bem iluminado é decisivo. O uso de uma luminária localizada à esquerda se formos destros e, ao contrário, se formos canhotos, nos ajudará a não forçar os nossos olhos. E, por outro lado, luzes quentes para gerar um clima de paz, calma e tranquilidade.

Plantas no espaço para o estudo

Se queremos criar uma atmosfera oxigenada, não há nada melhor do que as plantas para oferecer frescor. Não importa a espécie; o importante é que sejam pequenas, que fiquem distribuídas pelo espaço e, assim, contribuam para termos uma casa limpa e natural.

Na verdade, estaremos criando um clima agradável que nos ajudará a gerar bem-estar pessoal; além disso, a cor verde também favorece a estética do local, enriquecendo o ambiente e transmitindo esperança e temperança, dois conceitos que devem ser bem internalizados.

Para escolher entre os tipos de plantas, podemos optar por samambaias, cactos, clorofitos, flores, etc. Não se trata de sobrecarregar e incluir o maior número possível; o ideal é escolher algumas que sejam interessantes e não exijam cuidados contínuos.

O objetivo é nos sentirmos confortáveis.

Outros aspectos a serem considerados

Outra dica interessante é a busca pela diafaneidade; isto é, que haja espacialidade generalizada, acabando com a possível acumulação de objetos. Um espaço para o estudo não deve ser um depósito, mas sim um local projetado para a concentração.

Quanto aos aromas, um ambientador natural permite a obtenção de uma certa sensação de limpeza e, ao mesmo tempo, elimina a sensação de um ambiente sobrecarregado. De qualquer maneira, é aconselhável ventilar sempre que possível para arejar o ambiente e para que possamos nos sentir mais confortáveis.

Pode interessar a você...
Mi DecoraciónLeerlo en Mi Decoración
Escrivaninhas originais e personalizadas

Tanto se você trabalha em casa quanto se apenas precisa de um canto para fazer as suas coisas, trazemos uma seleção de escrivaninhas originais.

 



  • Gilliatt, Mary: El libro de la decoración, Folio, 1986.