Combinações de flores e plantas para enriquecer a decoração

26 Julho, 2020
As cores que trazemos para a casa não deve vir apenas dos móveis e objetos de decoração; elas também podem ser trabalhadas através da relação entre plantas e flores.
 

Os interiores da casa devem ser nutridos com cores e frescor. Para isso, não é necessário focar apenas na pintura das paredes, já que isso também pode ser trabalhado através das combinações de flores e plantas para enriquecer a decoração.

Muitas vezes, não sabemos como estabelecer uma relação cromática adequada entre os recursos que decoram a casa. O objetivo principal é obter um espaço adequado, confortável e bem definido. No entanto, para atingir esse objetivo, é indispensável que exista um diálogo entre as cores.

A inclusão de um toque verde e fresco em uma casa nos ajuda a nos sentirmos melhor, favorecendo o ambiente e tentando transmitir esperança. Por esse motivo, as plantas são a fórmula mais interessante para complementar e obter um resultado do qual poderemos nos orgulhar.

Pequenas plantas para interiores

Combinações de flores e plantas

A variedade de plantas para interiores é muito ampla. Uma das mais interessantes é a avenca, que é um tipo de vegetal composto por diferentes ramos, dos quais pendem folhas finas e delicadas. Além disso, a sua cor verde-claro confere alegria e leveza aos interiores, sendo uma maneira diferente de decorar a casa.

 

A combinação desta planta com outras de tamanho reduzido faz com que os interiores ganhem amplitude, sendo possível dispor várias delas em diferentes pontos. Assim, será produzido um equilíbrio coerente em relação aos objetos decorativos.

A planta-jade é outra espécie que não é muito grande e que pode ser curiosa devido às suas características. As suas folhas curvas e arredondadas têm uma certa semelhança com a avenca, embora tenham uma espessura maior.

– A busca pela harmonia interior é alcançada através da relação entre os móveis e as plantas. –

5 tipos de combinações entre plantas e flores

Combinações de flores e plantas

Existem dois tipos de vegetais: aqueles que consistem simplesmente no caule e nas folhas verdes e aqueles que, além disso, também contam com um componente adicional: as flores. A cor que trouxermos é essencial para a casa, principalmente para dar vida aos espaços. Descubra 5 tipos de combinações:

  1. A babosa é uma planta que adquire uma forma peculiar, com folhas rígidas e altas que proporcionam um atrativo especial. Devemos lembrar a sua função medicinal, de modo que ela poderia ser combinada com flores como a violeta africana para contribuir com a sensação de bem-estar.
  2. A espada-de-são-jorge é outra das espécies que mais se destaca nos interiores. As suas folhas finas e altas são muito originais. Por esse motivo, deve-se destacar a sua possível combinação com a Tillandsia, com a ideia de criar um espaço mais inovador.
  3. Uma das plantas cujas folhas adquirem uma grande dimensão é a Costela-de-adão. Este tipo de planta é mais convencional e a sua combinação com outras flores não é algo difícil de fazer, uma vez que ela tem alguma semelhança com o antúrio vermelho em termos morfológicos.
  4. O toque verde-escuro pode vir através da Figueira-benjamim, uma planta que atinge uma grande altura e cujas folhas se desprendem ao longo da planta toda. Nesse caso, a melhor combinação pode ser feita seguindo a linha do verde-escuro, por exemplo, com a dracena-de-madagascar.
  5. Se a ideia for destacar sem a necessidade de ocupar muito espaço, uma possibilidade seria a Camedórea-elegante, que pode ser combinada com outras flores tropicais, como a bromélia estrela escarlate, que é realmente atraente por causa da sua tonalidade.
 

A contribuição decisiva da cor

decoração do quarto

Caso a ideia seja trazer cores vibrantes que atraiam todos os olhares, é necessário recorrer a flores como as do gênero Viola, que podem ser encontradas em diferentes cores: as alaranjadas se destacam de forma mais contundente.

Além disso, elas oferecem uma estética particular e atraente, mas se quisermos destacar ainda mais as suas cores, devemos combiná-las com outras plantas que possam proporcionar mais verde ao espaço, mas sem roubar o seu protagonismo. Um exemplo notável é o clorofito, uma das plantas mais abundantes nas casas.

Em suma, a combinação entre plantas e flores é algo simples, mas também não devemos subestimar o vínculo que existe entre elas. Estudar bem cada caso e saber o que fica melhor para cada planta é uma boa maneira de trabalhar a estética interior da casa e exibir uma imagem muito mais interessante.

 
  • McCreary, Rosemari: Jardines de interior, Barcelona, Ceac, 2007.