A cor magenta na decoração da casa

13 Outubro, 2020
Uma das cores que menos está presente nas casas é o magenta. Oferecemos a oportunidade de descobrir uma cor que pode lhe ajudar a ressaltar ainda mais os interiores.

Romper com os esquemas tradicionais do design de interiores é algo que pode ser feito através da combinação cromática. Para descobrir novas possibilidades para a decoração de interiores, abordaremos a maneira de trabalhar a cor magenta na decoração da casa.

Essa cor tem sido usada por muitos designers de interiores que tentam se distanciar das linhas tradicionais e abrir novas percepções estéticas. A chave para entender a sua funcionalidade corretamente está na relação adequada com o todo. 

Sem dúvida, não é possível trabalhar a partir dos princípios da aleatoriedade e da improvisação. É preciso ter em mente que esta é uma cor vibrante e intensa que atrairá todos os olhares; portanto, ela requer cuidados especiais e o estudo prévio de todas as etapas a serem seguidas.

Quais são as variações da cor magenta?

A cor magenta na decoração da casa

Imagem: pinterest.es

Existem diferentes variedades dessa cor. Por um lado, há o mais claro e mais intenso, próximo a um rosa fúcsia, mas com maior força na sua aparência. Esse tipo é menos comum no mundo do design de interiores.

O magenta com maior prevalência nas casas é o que fica mais próximo do grená; no entanto, sem chegar a ser muito escuro e com uma certa mistura com o roxo. Por esse motivo, ele é considerado um tom único e distinto, próximo ao estilo kitsch.

Sem dúvida, a sua presença em uma casa faz dele um meio de diferenciar certos recursos; isto é, eles adquirem um protagonismo sobre os outros elementos simplesmente por conter essa cor. Além disso, temos a possibilidade de escolher tanto o tom claro quanto o escuro, de acordo com a nossa preferência.

O magenta é considerado uma cor versátil; no entanto, ele requer um estudo prévio para a sua correta aplicação.

3 maneiras de aplicar a cor magenta na sala

A cor magenta na decoração da casa

Devemos valorizar a interessante contribuição que a cor magenta pode trazer para a sala de estar. Esta é uma maneira de obter elegância e sofisticação. De fato, devido à sua aparência, ela fornece um certo calor à superfície. Vejamos como ela pode ser aplicada:

  1. Se você quiser dar todo o protagonismo do espaço ao sofá, ele pode ser dessa cor na sua superfície. No entanto, é melhor que os outros recursos decorativos tenham cores mais claras para estabelecer um contraste.
  2. Existe a possibilidade de o sofá ser acinzentado ou branco com almofadas magenta. Esta é uma maneira de dar cor à estética do local e dar atenção a outros recursos, como o tapete ou uma luminária, para equilibrar e distribuir melhor a própria cor.
  3. Quanto à parede, ela pode se tornar um suporte decorativo útil para essa cor. No entanto, os outros móveis e objetos devem ser de tons neutros, para não saturar a decoração da sala excessivamente e garantir que exista um certo equilíbrio.

A cor magenta no quarto

A cor magenta na decoração da casa

No quarto, ela deve estar presente de uma forma mais específica. A sua distribuição não pode ser muito diversificada, devendo, na verdade, ter uma relevância direta e de acordo com o recurso em que for aplicada.

Primeiramente, devemos destacar a sua presença na parede onde fica apoiada a cabeceira da cama. Dessa forma, o todo será realçado e, para harmonizar melhor, é preferível que as outras paredes tenham um tom neutro: cinza ou branco.

Por outro lado, a decoração pode ser complementada através de um tapete, um cobertor sobre a colcha ou uma luminária que fique em outro canto do cômodo. No entanto, essa cor não deve ser aplicada à cama se ela já estiver presente na parede, sob nenhuma circunstância.

Sua contribuição no banheiro

Banheiro original

Imagem: pinterest.es

Um dos espaços onde o magenta pode ser trabalhado de maneira sutil e delicada é o banheiro. Certamente, ele não deve reinar de forma absoluta, mas pode ter grande destaque se for colocado nas paredes.

Para estabelecer um contraste harmonioso, o piso e a louça devem ser brancos. Assim, alcançaremos um resultado eficaz, sem dissonâncias estéticas entre os recursos.

Também funciona muito bem com cinza ou creme e marfim. A ideia é alcançar uma diferenciação cromaticamente; sem dúvida, o protagonismo sempre deve vir através do magenta.

  • Lluch, Francisco Javier: Arte de armonizar los colores, Imprenta de El Porvenir, Barcelona, 1858.