A combinação entre cinza e azul: uma boa relação

20 Janeiro, 2020
Para dar à casa uma aparência mais séria e calma, os tons de cinza e azul são perfeitos para alcançar um diálogo estético.

O vínculo estético que pode ser estabelecido entre algumas cores ajuda a realçar a decoração da casa. Um exemplo disso é a combinação entre os tons de cinza e azul: uma boa relação que os transforma em um suporte adequado para moldar o design interno.

Quando os tons de um espaço estão em conformidade com o design, é possível perceber uma sensação de plenitude, como se uma visão geral adequada fosse alcançada. Isso nos conforta e nos faz sentir bem; isto é, podemos sentir tranquilidade e conforto absoluto.

Sem dúvida, os tons de cinza e azul são irmãos. No entanto, nem todos os tons têm uma sintonia em comum. No fim das contas, a relação entre eles deve ser de harmonia e concordância, evitando a tensão estética e tentando balanceá-los entre si.

O que o cinza e o azul podem nos proporcionar?

A combinação entre cinza e azul: uma boa relação

Conforme já foi dito, dependendo do tom de cada um, eles podem ter maior ou menor utilidade. Não podemos juntá-los de forma aleatória, pois podem ocorrer conflitos estéticos entre eles, fazendo com que não proporcionem a sensação de tranquilidade que queremos alcançar.

A cor cinza é sinônimo de modernidade. O seu caráter tênue e neutro faz com que a decoração possa ser melhor trabalhada e outras cores possam ser aplicadas no espaço. O cinza serve como suporte e ajuda a estabelecer uma relação entre os outros recursos do local.

Por outro lado, o azul pode ser mais diversificado, principalmente em termos de tipologias existentes. Os azuis médios e escuros oferecem uma sensação de inquietação, seriedade, reflexão e calma. Ao contrário, os tons mais claros oferecem uma estética mais tranquila, simples e suave.

É importante que tenhamos uma ideia clara dos tons de cada cor e das sensações que eles nos oferecem.

Decoração da sala com cinza e azul

A combinação entre cinza e azul: uma boa relação

Como poderíamos aplicar essas duas cores na sala? Se as utilizarmos neste espaço, obteremos uma aparência alternativa, dinâmica, confortável e séria. No fundo, este é um processo de inovação.

  • Uma ideia interessante é aplicar o cinza nas paredes; ele pode até mesmo ser de dois tons: um mais escuro e outro mais claro. No entanto, caso um único tom predomine, esse fato não terá maior repercussão.
  • O azul-escuro fica melhor com os tons de cinza mais claros. Dessa forma, poderíamos colocá-lo em um sofá, nas cadeiras, em uma poltrona ou no tapete central. Assim, conseguiremos uma certa sensação de equilíbrio.
  • Outra ideia seria usar tons de cinza nas paredes e também nos móveis, como o sofá, por exemplo. Por outro lado, oferecer um pequeno toque de azul em algum outro recurso, como tapetes ou almofadas. De fato, o azul-celeste pode ter uma boa sintonia com um sofá acinzentado.
  • Podemos aplicar azul-escuro nas paredes? Perfeitamente. Não teríamos nenhum problema em transformar o espaço em um local mais contundente. No entanto, o mais conveniente é balancear com outros tons claros para, dessa forma, gerar harmonia.

Aplicação de cinza e azul na cozinha

Azulejos coloridos

A cozinha também pode ser um espaço para estabelecer a combinação das duas cores. Talvez não sejam os tons que normalmente encontramos nesta parte da casa, mas estaríamos rompendo com as regras e dando uma aparência fora do tradicional ao espaço.

Nesse caso, o cinza certamente se encaixa melhor com o azul se estiver disposto nas paredes. Dessa forma, ele funcionaria como um suporte para os móveis em azul, que devem ser de tons escuros.

Mesmo assim, existe outra opção que é inverter esta disposição, ou seja, colocar o azul-escuro nas paredes e os móveis em cinza. É importante que, se possível, eles sejam mais escuros. Dessa forma, será criado um ambiente mais refinado, alternativo e sério.

Outros tipos de combinações

A combinação de cores

Uma vez que existem vários tipos de azul, alguns deles podem ser muito interessantes para combinar com o cinza. Este é o caso do turquesa, que adquiriu uma importância transcendental nos últimos anos. Ele dá um toque mais jovem ao ambiente e gera um contraste diferenciado com o cinza.

Outro exemplo é a combinação feita com azuis esverdeados, que são tons que geralmente têm uma maior presença em cozinhas e banheiros.

  • Lluch, Francisco Javier: Arte de armonizar los colores, Barcelona, Imprenta El Porvenir, 1858.