5 dicas para escolher a cor da parede

13 Outubro, 2018

A cor da parede precisa ser trocada de vez em quando. Isto porque, depois de um certo tempo, precisamos de novos ares em nossa casa.

Em muitas ocasiões, essa necessidade de renovação poderá ser satisfeita pela alteração de determinadas coisas. Por exemplo, a distribuição dos móveis nos cômodos ou as cores dos acessórios, almofadas, colchas, cortinas, etc.

Dar uma nova cor à sua parede significa uma renovação visual total.

Portanto, empenhe-se para renovar o aspecto da sua casa, mudando algo tão simples e ao mesmo tempo complexo, como a cor da parede.

Neste artigo, daremos 5 dicas básicas e simples para ajudá-lo a escolher a cor da sua parede.

1. Não siga a moda

Talvez este conselho pareça estranho, mas nós explicaremos o porquê.

Como você bem sabe, vivemos em um mundo que avança muito rápido. Hoje temos uma moda, amanhã outra e somos atropelados pelas novas tendências.

Em relação às cores, a cada ano surgem cores tendência. Então, escolha as cores que você gosta e porque, entre outras coisas, combinam bem com o cômodo que você irá pintar.

Se escolher a cor da sua parede em função da moda, terá que mudá-la constantemente.

2. Qual cômodo você irá pintar

Este aspecto é muito importante ao escolher uma cor ou outra. Antes de ir à loja para escolher a cor, pense no seguinte:

  • Tamanho do cômodo: as cores claras são melhores em cômodos pequenos, porque dão uma sensação de amplitude. Do contrário, as cores escuras reduzem visualmente o espaço.
  • Luminosidade: evidentemente, se o nosso cômodo tiver bastante luz natural, o normal é querer potencializá-la. Assim, você poderá escolher cores claras, embora na verdade, as cores escuras também fiquem bem quando há bastante luz, porque geram contraste.

Se cômodo tiver pouca luz, escolha cores claras que renovam o ambiente.

  • Regular ou irregular: se você tem certeza de que deseja paredes de uma única cor, não precisará pensar nisso.
    parede colorida

Mas, se pelo contrário você pensa em pintar as paredes de cores diferentes, deve levar em conta que em casas ou cômodos irregulares, não é conveniente.

  • Uso do cômodo: o uso que você dará ao cômodo também influenciará na escolha da cor da sua parede. No quarto das crianças não deverá ser a mesma do quarto de um casal, ou em um escritório não deverá ser a mesma de uma sala.

Considere o todo e não as partes

A pintura da sua parede poderá mudar drasticamente o panorama visual do cômodo.

É importante que, ao mudar a cor, continuemos tendo um ambiente em harmonia. A cor, o estilo e os móveis devem se complementar perfeitamente.  

Para que haja harmonia, pense se você quer que haja contraste entre os diferentes elementos e a parede ou se você deseja tudo em um tom similar.

3. O que eu quero transmitir?

Certamente, você sabe que as cores transmitem diferentes sensações. Isso é ensinado pela psicologia da cor.

É importante ter isso em mente para termos muito cuidado ao escolher as cores. Transmitir paz, tranquilidade, criatividade, energia ou intensidade dependerá, em grande parte, da cor que escolhermos para a nossa parede.

cores para a parede

Certifique-se de que tem certeza sobre o que deseja transmitir antes de escolher a cor da sua parede.

4. Tipo de pintura

Existem muitos tipos de tinta e, por isso, é melhor procurar aconselhamento de um profissional.

Neste artigo, indicaremos os tipos e seus usos mais comuns para que você possa chegar à loja de tintas com uma ideia básica:

  • Tinta plástica à base de água: é uma das mais utilizadas para interiores devido à sua fácil aplicação e secagem rápida. Além disso, não tem um cheiro tão forte.

Neste tipo de pintura, você encontrará uma gama mais ampla de cores.

  • Tinta sintética: este tipo de tinta é muito mais resistente que a anterior. Leve em consideração que também leva mais tempo para secar.

A vantagem é que pode se limpar facilmente, embora você tenha que usar solvente para isso. O seu cheiro é um pouco mais forte, mas com uma máscara e uma boa ventilação, o problema estará resolvido.

  • Pintura monocamada: esta é a versão mais cara da tinta plástica. Como seu próprio nome sugere, é capaz de cobrir a superfície com uma única demão de tinta.

É indicada apenas para paredes sem imperfeições.

  • Pintura ecológica: para aqueles preocupados com o meio ambiente e com a poluição, esta pintura é ideal, uma vez que os elementos a partir dos quais é feita, são naturais e/ou minerais e não derivados do petróleo.
  • Tinta antifúngica: este tipo de tinta é especial porque possui características que a tornam bastante higiênica.

As tintas antifúngicas têm a capacidade de prevenir o aparecimento de fungos, umidade, bactérias. É uma boa opção em cômodos onde a higiene é essencial, como cozinhas ou banheiros.

5. Escolha o acabamento para a cor da parede

A tinta, dependendo do tipo, possui diferentes acabamentos.

É importante escolher o acabamento adequado para a sua parede para ter um bom resultado.

  • Mate: este acabamento é muito bonito e está cada vez mais em tendência, mas você deve saber que reflete pouca luz. Devido a esta condição, não escolha este acabamento para cômodos com pouca luz.
    cor da parede azul escura
  • Acetinado: a principal vantagem deste acabamento é a facilidade de limpeza.
  • Brilhante: é recomendado para paredes que não tenham nenhuma, ou quase nenhuma imperfeição, já que o brilho evidencia os defeitos.

Conclusão

Para terminar este artigo, queremos encorajá-lo, de tempos em tempos, a renovar o ambiente da sua casa.

Faça-o com calma, porque é um processo que requer paciência para que tenhamos bons resultados.

Se você é uma pessoa criativa e quer refletir essa criatividade nas suas paredes, também poderá optar por aplicar algumas técnicas de pintura, como trapeado, esponjado ou envelhecimento.