O banheiro: um pouco de história

14 Julho, 2020
Você já se perguntou quando os primeiros banheiros começaram a ser usados? Faremos uma viagem ao passado para localizar o seu surgimento. Continue lendo, pois você achará interessante.

O banheiro foi evoluindo paralelamente ao desenvolvimento das civilizações, mudando de localização e sentido de acordo com as diferentes formas de viver e de considerar a higiene pessoal.

No entanto, a sua história não necessariamente está ligada à da limpeza. O ritual do banho é um pouco mais complexo e, em alguns casos, parece ligado a funções religiosas.

O banheiro: uma viagem no tempo

Prepare-se porque viajaremos no tempo para aprender um pouco de história. Começaremos na Grécia antiga e terminaremos no século XXI.

O banheiro na história antiga: Grécia e Roma

O banheiro

Palácio de Cnossos / Agostino64, Wikimedia

Os primeiros espaços para a higiene conhecidos no Ocidente são as ruínas do banheiro da rainha de Cnossos. O rei Minos, seu marido, mandou construir este cômodo no palácio de Cnossos, localizado em Creta.

Com o tempo, todas as cidades helênicas passaram a contar com esse tipo de equipamento. Mas é um mérito romano ter dado aos banheiros ou termas uma dimensão social e arquitetônica. 

Além disso, para lidar com as funções higiênicas, havia inúmeras latrinas nas cidades romanas. Cabe destacar que apenas algumas pessoas privilegiadas tinham água corrente.

Islamismo

No mundo islâmico, os banheiros tinham uma dupla função: social e religiosa. Socialmente, eles eram um local de reunião e higiene; em relação à sua função ritual, eram concebidos como um ato litúrgico para a purificação do corpo e da alma.

A Idade Média

Na Idade Média, a cultura do banho foi radicalmente transformada. Após as grandes mudanças políticas, filosóficas e religiosas, a higiene começou a ser considerada um costume pecaminoso.

O banheiro nos séculos XVI-XVII

Nestes séculos, a imagem do corpo nu deixou de ser vista com naturalidade; isso teve várias repercussões no campo da higiene, causando o desaparecimento de muitos banheiros públicos e um aumento significativo do mau cheiro.

Nesse período, o cuidado do corpo atingiu o nível mais baixo conhecido na Europa, o que se traduziu em um aumento notável de doenças infecciosas.

Foi no final do século XVI que Sir John Harrington idealizou um assento com um ralo subterrâneo e um tanque de água. Ao destampar a cisterna, a água caía dentro do assento e esvaziava o seu conteúdo. Este foi, sem dúvida, o primeiro vaso sanitário da história.

O século XVII

Vaso sanitário

Vaso moderno / nationalgeographic.com

O verdadeiro precedente para os vasos sanitários modernos veio das mãos de Alexander Cummings e Joseph Bramah. Neste século, estabeleceu-se o conceito de higiene associada à saúde.

Para combater as grandes epidemias e doenças contagiosas, foram difundidas as primeiras medidas gerais de higiene preventiva, como lavar as mãos regularmente e lavar-se diariamente com água e sabão.

O século XIX

No final deste século, os banheiros começaram a se generalizar nas casas e a higiene doméstica finalmente passou a contar com um lugar específico dentro das casas.

Graças aos avanços no planejamento urbano, foi criado um sistema bastante semelhante aos esgotos modernos, que teve uma influência decisiva na modernização dos banheiros.

Dessa forma, foram incluídas instalações mais complexas: tubulações, torneiras, ralos e aquecedores de água. Esses progressos fizeram deste cômodo um espaço confortável e agradável.

O século XX

Neste século o banheiro foi consolidado como algo importante e uma boa prova disso é o trabalho dos arquitetos, que na primeira metade deste século já lhe dedicavam três vezes mais espaço do que no século anterior.

Durante esse período, eles foram se tornando parte das casas, até passarem a ocupar um lugar importante dentro delas. Até então, os prédios urbanos tinham um único banheiro para todos os andares, localizado no térreo.

O banheiro atualmente

O banheiro

Hoje em dia, o banheiro se tornou um elemento chave da casa e o seu design adquiriu grande importância, uma vez que o usuário contemporâneo exige maior conforto e bem-estar.

Atualmente, passamos mais tempo nesse espaço, já que tomar banho e aplicar cuidados faciais e corporais são atividades consideradas necessárias e saudáveis ​​para a mente e para o corpo.

No banheiro atual, há mais equipamentos: armários, espelhos, luzes, plantas, box, balanças e aparelhos de ginástica convivem com a banheira, o chuveiro, a pia…

O ritmo de vida atual consagrou o banho diário, mas além disso, a grande variedade de dispositivos de higiene leva à especialização da higiene pessoal e a outras formas de higiene associadas ao relaxamento.

Em resumo, o banheiro ideal deve ser adaptado às necessidades individuais. Uma boa distribuição das louças, acessórios e a escolha dos materiais mais adequados contribuirão para aproveitar o espaço ao máximo e para nos sentirmos mais confortáveis.

Curioso, não é mesmo? Esperamos que este post tenha sido interessante para você.